O mais belo complexo de cachoeiras da região da Serra da Canastra e do Lago de Furnas

O Paraíso Perdido

Imagine um paraíso natural e bem preservado num dos Estados mais belos do Brasil. Pois ele existe: é o Paraíso Perdido, um lindo e famoso complexo de cachoeiras no Sudoeste de Minas Gerais, próximo aos principais roteiros do ecoturismo nacional, como a Serra da Canastra.

Com fauna e flora bem ricas, o local é um verdadeiro paraíso onde você encontra quedas d’água, piscinas naturais, paredões, cânions, poços, grutas e caminhos de pedra, que são um convite a curtir o que a natureza, em sua mais primária condição, tem a oferecer a quem gosta de passear em meio à Mata Atlântica e o Cerrado.

O Paraíso Perdido é uma área particular, porém está aberta para visitantes, desde que eles desfrutem do local visando a preservação ambiental, bem como a infraestrutura montada no local para recebê-los com segurança. 

Além do contato direto com a natureza, você se encanta com lindas paisagens e água pura e cristalina vinda do Ribeirão Quebra Anzol, que corta toda a área e deságua no Rio Grande, conhecido como o Mar de Minas. Isso combinado às pedras, em sua maioria, de quartzito branco, as quais norteiam o seu caminho ao conhecer o local. 

Área de visita

Na área de visita propriamente dita,  delimitada por placas de sinalização, o primeiro contato do visitante é com uma grande área de pedras. Em alguns pontos, há um pezinho vermelho e setas que servem de referência para que as pessoas se desloquem com mais segurança.  

​Se você seguir para qualquer um dos lados, encontrará belas paisagens. Mas é indo para a esquerda que você se depara com uma grande piscina natural, que recebe as águas frias vindas das cachoeiras acima dela.

Ali, o passeio começa de verdade pois dá acesso aos cânions, com o barulho mais intenso das quedas d’água, a vista dos paredões e das lindas pedras, que deixam as águas coloridas dependendo da incidência solar – ora azuis, verdes ou amareladas.

​Quanto mais se sobe, mais você descobre os paredões, as piscinas naturais e as belezas únicas do local. Mais uma vez, os pezinhos vermelhos e as setas estão lá, ajudando as pessoas se deslocarem nas pedras. A subida não é complicada, mas pode tornar-se um pouco difícil para quem possui dificuldade de locomoção.

Visando maior segurança para os visitantes, correntes de ferro foram instaladas nos paredões a fim de facilitar o deslocamento. Tome cuidado com as pedras escorregadias, que são comuns na área. Conforme se sobe, você pode parar, sentir as pedras, se banhar nas piscinas naturais e poços com mais de 10m de profundidade.

​Uma brincadeira comum das crianças e adultos é escorregar de bunda nas pedras e cair diretamente nas piscinas naturais. Outros visitantes são mais radicais e usam os vãos e falhas naturais dos paredões como trampolim, saltando diretamente nas águas mais fundas.

Para quem é menos aventureiro, há piscininhas rasas, onde dá para ver perfeitamente as pedras e peixinhos nadando. Se você tiver sorte, alguns podem até mordiscar levemente seus pés.   

​A caminhada prossegue nas pedras com as águas frias batendo nas pernas. Dois lugares, em especial, merecem ser visitados: o Poço da Gruta, que se chega andando por cerca de 10 minutos, e mais à frente, o Poço da Juventude que, dizem, dão mais 10 anos de vida a quem se banhar nele.

A volta também proporciona novas experiências, com pontos não observados na primeira passagem.

​Dependendo do ângulo, você consegue ver uma piscina natural de borda infinita, cores diferenciadas com o reflexo do sol nas águas e como elas correm nas pedras de vários formatos e tamanhos. Ou seja, um verdadeiro paraíso em terras mineiras.

​Nos últimos anos, tornou-se uma das cachoeiras mais conhecidas e visitadas da região por reunir todas essas maravilhas da natureza que o turista busca ao estar num local como este paraíso, não tão mais perdido.

Preservação mantém patrimônio intacto

Todo esse patrimônio, no entanto, só conseguiu manter-se intacto devido às ações do proprietário, o engenheiro Hebert Mendonça, que sempre atuou no turismo regional. Ele adquiriu o Paraíso Perdido em 1996 e, desde então, mantém atividades de preservação ambiental (veja vídeo ao lado).

De acordo com Hebert, todo esse sistema deve ter sido formado há 700 milhões de anos. O local possui boa infraestrutura para receber os visitantes, com estacionamento, camping para 30 barracas, restaurante e uma grande área verde que delimita a entrada no complexo de cachoeiras e pedras. Também é dotado de sanitários e chuveiros com água quente.

Ali, debaixo de árvores, há pias, mesas e bancos de alvenaria para fazer piqueniques, churrasco ou um lanche rápido para voltar aos passeios. Além do camping, o lugar possui cinco barracas de alvenaria simples, mas confortáveis, com duas camas de solteiro em cada uma delas.

Nesta área, a preocupação ambiental de Hebert e os cuidados a serem tomados nas cachoeiras são bem evidentes com os avisos nas placas espalhadas pela área de circulação do Paraíso Perdido.  

O local possui guias próprios para auxiliar os visitantes e informar sobre o complexo, principalmente sobre os riscos de tromba d’água. Mas outros guias com grupo de turistas são bem-vindos.

Texto escrito por Keuly Vianney do site noticiar.net

O que levar?

Protetor Solar

Chapéu ou Boné

Roupas Leves

Roupas de Banho

Meias de Algodão

Tênis Confortável

Galeria de Fotos

Que tal sua foto aparecer aqui no nosso site!
Envie suas fotos para o email fotos@paraisoperdido.com.br. As melhores fotos serão publicadas acima.

Algumas das fotos acima foram cedidas por leofacieoli

Informações

Informações atualizadas em 12/09/2020.

Reabrimos

Com o restaurante seguindo os protocolos de segurança sanitária, o restaurante está funcionando nos fins de semana e feriados prolongados.

HORÁRIO DE FUNCINAMENTO, das 08:00 às 18:00 para day-use.
Para o período noturno compreendido das 18:00 às 08:00 a pessoa poderá chegar para acampar até as 22:00.

Email: reservas@paraisoperdido.com.br

Nossa comunicação está sendo feita por email e Instagram, uma vez que aqui temos um sinal muito fraco e inconstante de telefonia.

 

Previsão Climática

Sempre consulte a previsão climática antes de nos visitar

Apesar de a área estar localizada no município de São João Batista do Glória veja a previsão climática de São José da Barra/MG que é a cidade mais próxima do Paraíso Perdido.

Se for entrar nos ribeirões lembre-se que todos os ribeirões com piscinas naturais profundas oferecem perigo de morte e aqui existem várias, por isso é importante trazer colete salva-vidas, tênis com solado de borracha que possa molhar que ajudam a evitar escorregões ao caminhar pelos ribeirões. Algumas marcas pintadas em forma de pezinhos foram colocadas no chão para ter uma ideia da direção a seguir, mas você só deverá ir ate onde se sinta seguro.

A pessoa deve ter uma boa mobilidade física e estar com bom condicionamento físico e mental. Evite chegar às margens dos ribeirões a noite que é quando as cobras saem para caçar e não se pode prever enchentes. Nos meses quentes, se você for entrar nos ribeirões, sugerimos que chegue antes das 09:00 porque geralmente chove após às 13:00 podendo ocorrer enchentes ou trombas dágua. Se tiver ocorrido chuva no dia anterior ou se estiver para chover, ou chovendo no dia da visita, fica desaconselhável o uso dos ribeirões, podendo inclusive ser fechada a área de camping por ficar muito encharcada.

A MELHOR ÉPOCA E HORÁRIO DE NOS VISITAR, é de maio a setembro, essa é a época de menor incidência de chuvas. Se gostar de mais tranquilidade evite vir nos fins de semanas e feriados nacionais.

Valores

Os valores cobrados são exclusivamente pelo uso da área de camping, independentemente de você usar ou não os ribeirões e do tempo que nela permanecer do período escolhido, não inclui qualquer tipo de refeição ou bebida, portanto: Se não estiver de acordo não entre, pois, não haverá devolução do valor pago.

Inovamos a forma de cobrança do camping fracionando a diária em dois períodos:
- período diurno das 08:00 às 18:00;
- período noturno das 18:00 às 08:00.

Somando-se os períodos desejados se chega ao valor total por pessoa.

Perído Diurno

R$40,00

por pessoa

  • Das 08:00 às 18:00;
  • Esse período pode ser usado sozinho como day use.
Perído Noturno

R$40,00*

por pessoa

  • Das 18:00 às 08:00 em BARRACA PRÓPRIA;
  • * R$40,00 em dias comuns e R$50,00 em feriados prolongado;
  • Esse período só pode ser usado acompanhado do período diurno.

Localização

Município de São João Batista do Glória/MG, rodovia municipal SBG 387 Km 4,5, entrada pelo Km 321 da MG 050 entre Passos e Capitólio (20º 37' 39.71' S e 46º 19' 33.35' O). A área está situada nas margens do Ribeirão Quebra Anzol e outros de fáceis acessos, mas desaconselhamos o uso desses ribeirões por possuírem piscinas naturais profundas, pedras escorregadias e perigo de tromba d'água em dias de chuva.

Reservas

Garanta seu passeio fazendo uma reserva

As reservas devem ser solicitadas apenas pelo e-mail reservas@paraisoperdido.com.br para averiguação da disponibilidade de vaga e só serão confirmadas após depósito em conta bancária dentro do prazo informado para o mesmo.

Reserva não utilizada: O valor do sinal poderá ser todo devolvido, descontado a taxa bancária, desde que a reserva seja cancela dentro do prazo determinado pela normativa nº 161 de 09 de agosto de 1995 da Embratur (Empresa Brasileira de Turismo).

Nosso email para dúvidas e reservas é reservas@paraisoperdido.com.br